InfoSERVER e Intel®: Segurança além do fator humano

Proteger a sua identidade e dados pessoais armazenados na nuvem requer autenticação forte, idealmente, embarcada no hardware. Especialistas em segurança amplamente concordam que autenticação de contas baseada em hardware é uma abordagem mais eficaz do que a autenticação apenas de software.

Autenticação de dois fatores que usam uma senha de uso único (OTP) combinam algo que o usuário conhece (um nome de usuário e senha) e algo que o usuário tem (normalmente, um token ou chave de segurança que produz um número de seis dígitos, válido apenas por um curto período de tempo, sob demanda). No caso da tecnologia Intel® Identity Protection (Intel® IPT), este número de seis dígitos é gerado a partir do processador, o mecanismo de gerenciamento (Management Engine), na placa-mãe do computador.

O ME é inviolável e opera isoladamente, a partir do sistema operacional. Algoritmos desenvolvidos por parceiros homologados pela Intel podem ser executados no ME, a fim de realizar as operações financeiras em um site certificado e garantir a autenticação forte. Com essa abordagem, os usuários de computadores todos os dias são os primeiros beneficiários do IPT. O acesso a essa tecnologia reduz substancialmente o risco de roubo de identidade. Além disso, os administradores de site, os prestadores de serviços, e qualquer um que oferece soluções de segurança, com o IPT evita os problemas de despesas e gestão dos tokens físicos OTP facilmente perdidos ou roubados. Ao gerar o OTP dentro do hardware do computador, através do Intel IPT cria-se um canal de autenticação forte entre um PC de um usuário individual e o site ou aplicação que está sendo acessado.

Com o IPT, instituições financeiras podem evitar que seus clientes seja redirecionados a sites clonados. Quando, por exemplo, um correntista entrar por engano em um site clonado e for solicitado a informar o número de um token ou de uma chave de segurança, o computador com suporte a IPT pode bloquear o acesso imediatamente. Inclusive o próprio uso do token ou chave de segurança poderá ser substituído por um token eletrônico fornecido automaticamente pelo processador através do IPT. Dessa forma é possível garantir a identificação inequívoca de um equipamento. Contudo não basta possuir um computador equipado com um processoador com o IPT (Segunda geração dos processadores i3, i5 e i7), esta tecnologia precisa ser provisionada e gerenciada por uma aplicação especialmente desenvolvida por uma empresa homologada pela Intel®.

 

processadores com suporte ao IPT: i3, i5, i7

 

A grande notícia é que a Infoserver, devido a seu histórico de pesquisa e desenvolvimento em segurança de dados no sistema financeiro foi escolhida mundialmente como uma das 3 únicas empresas homologadas a utilizar o IPT e se tornou um Intel® Trusted Partner.

Em um trabalho conjunto com a engenharia da Intel® nos Estados Unidos, a Infoserver integrou seu produto InfoToken (já comercializado internacionalmente), com o IPT e com isso oferece ao mercado financeiro um solução de segurança sem precedentes, um conjunto de aplicações de software integrado diretamente aos processadores Intel®.

Um produto como esse vai além do escopo de transações bancárias via Internet. Esta solução pode ser aplicada em toda a cadeia de operações financeiras e de e-commerce.

 

Veja também:

Parceria InfoSERVER e Intel na tecnologia IPT é destaque no programa Olhar Digital

A InfoSERVER é notícia em site de segurança com tecnologia Intel

CLIPPING: Divulgação sobre a solução de segurança InfoTOKEN IPT e SharePoint 2010 da InfoSERVER em alguns veículos especializados em tecnologia

InfoSERVER no Forum de desenvolvedores Intel em San Francisco

» Saiba Mais sobre os produtos InfoToken e OPT Center

 

 

 

 

 

empresa | serviços | soluções | treinamento | clientes | contato | mapa do site
Copyright 2011 © InfoSERVER - Todos os direitos reservados